A cara do petista-sem-ser

 

Artigo reproduzido pelo site do jornal Brasil de Fato no link http://www.brasildefato.com.br/node/30970

 

O governo que nos carimba continua dando motivos pra manter nossa testa de ferro e o peito aberto. A primeira noticia que o rádio cantarolou depois da eleição foi a ida de José Dirceu pra casa. Semanas depois, Katiagronegócio Abreu como ministra da Agricultura e Kassabporfogoemfavela no Ministério das Cidades foram péssimas notícias

 

12/01/2015


Por Michel Yakini


Depois da ressaca eleitoreira, muita gente tá tirando chacota da reação. Dando risada e erguendo troféu de lata. Declarando a testa de ferro risonha com o esperneio do caviar paulistano, curitibano e afins. Dizendo que eles não sabem perder, que não adianta chorar o leite azedo, que a maioria é quem decide, mas não sei não...

A maioria fez seu papel, na dúvida entre o pior e o terrível, escolheu quem tá revestido com a cara mais parecida e por isso quem não fechou com o separatismo da reação é um petista carimbado agora.

A choradeira começou com o mapa do já velho separatismo que agora se escancarou de vez, pedindo impeachment, prisão aos corruptos, anulação da eleição e por aí vai, mas essa gargalhada soa despreocupada com alguns alertas.

Essa reação tem reunido gente nas ruas, e pra quem não mostrava a cara até que não tem sido pouca gente, pulsando uma adrenalina de ódio e creio que isso pode estourar na nossa cara de petista-sem-ser,  como sempre.

A ala separatista tem como “manos de fé”, a imprensa que nos prensa, as coturnadas e a maioria dos colarinhos do país e quando o caldo desse bolinho podre entornar vai devastar nosso chão feito lava de vulcão.

Até porque, quem não for da choradeira separatista, é petista, tá carimbado, já eras. Que o diga quem foi questionado pelo patrão na segundona pós eleição: “E aí votou Dilma ou Aécio?”. Quem teve que aguentar o verbo espinhudo do tipo: “Ê povinho burro, volta pro nordeste, vai morar em Cuba!”. Fora as provocações no busão, na fila do banco, no buteco, nas ruas, tudo por causa da cara do petista-sem-ser.

De novo pelo tal “menos pior”, embaçado seria ter a cara de um aeciano, pois essa cara indica também uma postura, a do playboy-retórico-mimado, e essa cara não combina com a gente. Agora, e se essa mina continuar explodindo e estilhaçando ódio, como fica?

O governo que nos carimba continua dando motivos pra manter nossa testa de ferro e o peito aberto. A primeira noticia que o rádio cantarolou depois da eleição foi a ida de José Dirceu pra casa. Semanas depois, Katiagronegócio Abreu como ministra da Agricultura e Kassabporfogoemfavela no Ministério das Cidades foram péssimas notícias. Além da velha história das hidroelétricas em Belo Monte, em que o tal PAC arregaçam com o norte do Brasil, na muquia.

E o ódio firme cuspindo que “O Bolsa Família foi criado pela mulher do FHC na ditadura militar” e que essa mesma “ditadura nem foi tão dura assim”, afirmando a necessidade de “acabar com esse país” e pela “intervenção militar para salvar o meu Brasil”.

Qualquer semelhança com a batalha de passeatas do Golpe de 73 na conhecida “Batalha do Chile”, não me soa distante. Não sei se haverá outro golpe, pois eles dizem que querem o “novo”, talvez um novo jeito de golpear.

Mas a fonte desse ódio, conheço bem. Alguns amigos que moraram fora do país nos últimos anos, dizem que não temos noção de quanto as coisas mudaram, e nós, os que ficamos com essa cara de petista-sem-ser, sabemos que se essa mudança não representa um poder real, mas incomoda e como.

Andar no mesmo avião, ter o mesmo celular, comer no mesmo restaurante, irrita a choradeira separatista, isso é perceptível nas encruzilhadas. Isso tá refletido nos “Indicadores de Desenvolvimento Brasileiro 2001-2012” que foram apresentados pelo Ministério do Planejamento recentemente: http://www.planejamento.gov.br/plan/140528_IDB-2201-2012.pdf  

Só que agora essa maré ta baixando e o ódio separatista aumentando, e assim minha cara de petista-sem-ser fica cada vez mais evidente, por isso não menosprezo a reação. Tô atento na caminhada, pois eles nunca mediram esforços pra cultivar covardia, e isso a gente conhece não é de hoje. O bixo continua pegando e não tem governo e nem campanha eleitoral que garanta nossa existência.

Boa sorte pra achar seus pertences entre os restos, porque a maré tá baixando, cada dia mais e por aqui pode sobrar apenas essa cara condenada do petista-sem-ser, pois a reação separatista costuma não perdoar essa deixa.

Todo material do site pode ser reproduzido por qualquer veículo de comunicação, desde que citada a fonte e mantida a íntegra do material. © 2014 

  • Twitter Clean
  • Facebook Clean